Passos e Compassos

Passos e Compassos – Associação para a divulgação e desenvolvimento das artes de espetáculo, criada em 1995, é uma associação sem fins lucrativos, com sede em Palmela.

Surgiu da vontade de intervir e apresentar soluções culturais no mundo das artes e da expressão artística.

Tem por objecto promover a divulgação e o desenvolvimento das artes de espetáculo através, designadamente da criação, produção e realização de espetáculos e exposições, do fomento ao seu aperfeiçoamento profissional e artístico, da edição de publicações, produção de filmes e vídeos e quaisquer outras formas de criação e difusão artística.

Como missão defende ser uma instituição de referência na promoção e divulgação das artes do espetáculo, pautando-se por elevados padrões de qualidade.

Defende ainda contribuir de forma assertiva para uma crescente sensibilização das artes, nomeadamente através de iniciativas dirigidas a várias comunidades.

Passos e Compassos está, atualmente dividida em duas áreas de trabalho permanentes – DançArte – Companhia residente no Teatro S. João, Palmela e Ária da Música e outros projetos pontuais.

Equipas

Direcção Artística

Sofia Belchior

Criadora, coreógrafa, formadora, monitora e produtora, é membro fundador da Passos e Compassos.
Inicia os seus estudos de dança aos cinco anos de idade, na Academia de Dança Contemporânea de Setúbal, com os professores Maria Bessa e António Rodrigues. Finaliza em Julho de 1992 o Curso Complementar de Dança da ADCS.
De 1992 a 1995 foi bailarina da CeDeCe.
Em 1994 participa no Festival Ionge Dans 3 na Academia de Roterdão – Holanda.
Em 1995 participa como coreógrafa/ bailarina na I Conferência Europeia da Dança, realizada em Londres.
Em 1998, frequenta o Curso de Gestores de Programação Artística, promovido pela Culturgest.
Como formadora credenciada de dança, orienta acções de formação para diferentes públicos. Cria e produz diversas peças de dança para diferentes públicos, para a DançArte, mas também em colaboração com outras entidades.

António Machado

Criador, músico, compositor e técnico de sonoplastia e luminotécnia, é membro fundador da Passos e Compassos. inicia os estudos em música aos dez anos de idade, na Academia de Música do Centro Cultural de Beja. É membro fundador de Anonimato com o qual edita dois C.D. Em Julho de 1993 frequentou o Workshop de Frank Kollges, Festival Renânia-Norte Vestefália, Acarte/ Gulbenkian. Em 1995, cria uma peça musical inspirada na recolha de Michael Giacometti para o Museu do Trabalho em Setúbal. Em 2000 cria o suporte musical para uma exposição de um Museu em Elvas. Entre 2005 e 2008, assume a Direcção Técnica do Festival de Teatro de Setúbal, organizado pelo Teatro da Fonte Nova.
Com base num estúdio próprio cria diversas composições, grava trabalhos musicais e orienta formações. Em 2011, participa na Devcon da Eigenlabs, em Denver/ Inglaterra e em 2016 no ContinuuCon em Ashville.

Designer Gráfico

Utopia Designers

João Belchior

Fotografia

Carlos Teixeira

Apoios

Estrutura apoiada por:

Câmara Municipal de Palmela

A colaboração de Passos e Compassos com a Câmara Municipal de Palmela existe desde que foi celebrado o 1º protocolo em Julho de 1996, o qual surgiu por vontade da autarquia, com a finalidade de rentabilizar um espaço cultural – o Cine Teatro S. João – e oferecer à população a possibilidade de usufruir de espectáculos de dança contemporânea no concelho.
A parceria foi alargada e responsabiliza ambas as entidades pela difusão de espectáculos pelo concelho, pela formação em dança e pela angariação de novos públicos.
Com base no Protocolo, estabelecido e renovado periodicamente, Passos e Compassos, através da DançArte e da Ária da Música, apresenta diversas actividades no concelho de Palmela em coordenação com a autarquia, nomeadamente a Semana da Dança e a comemoração do Dia Mundial da Dança.
Desde o ano 2002, com a estreia de um espectáculo para bebés e da programação para o público sénior, esta parceria alargou a sua dimensão e baseia-se no lema de trabalho – Dança no concelho de Palmela, uma realidade para todos dos 0 aos 100.
Esta parceria que é hoje parte integrante do projecto geral da companhia e motor de novas ideias, projectos e dinâmicas, consolida-se diariamente, mostrando que é possível defender um projecto e desenvolvê-lo com base numa estreita colaboração com o poder local e respectiva comunidade.

Estrutura financiada por:

República Portuguesa – Cultura/ DGArtes – Direcção Geral das Artes

Desde 1997 que o estado apoia Passos e Compassos, através dos concursos de apoio às artes de espectáculo, mas também através de programas específicos, como o programa de difusão.
Actualmente está em vigor um protocolo para o quadriénio de 2018/21 baseado no plano de actividades e propostas da Passos e Compassos.