Uma escola sem água e 100 barbatanas

A DançArte volta a comunicar através da dança.

Aos objectivos de sensibilizar os mais novos para as artes e de criar novos públicos, são associadas mensagens pedagógicas que são transmitidas num contexto impar; Através da Dança, da Música, da história e do reconhecimento dos personagens, os mais novos recebem pistas de reflexão sobre formas de partilhar a cidadania numa mesma comunidade.

O Crocodilo Dilo, a Tartaruga Guga, o Hipopótamo Potamo e o Pinguim Guim, tem muitas novidades para contar.

Estes quatro animais especiais, que sabem pensar, falar e dançar e que vivem no mesmo lago, este ano tomaram uma decisão: vão para a escola aprender muitas coisas.

Sim para a escola! É mesmo verdade! Na mochila levam lápis, caderno, escamas, carapaças e barbatanas.

Quem será o professor, e o que vão eles aprender?

Através da dança, contam, escrevem, lêem, aprendem as boas regras ou criam confusões aquáticas?

Pela Internet o pinguim conversa com outros amigos, ao telemóvel o hipopótamo e a tartaruga trocam mensagens, mas o melhor é quando o crocodilo prega uma partida, pois tecnologias não são com ele.

Preparam uma festa de final de ano, com música, passos e cozinhados na mesma bancada e alguns convidados especiais.

Espantados?!? Não!… Não se esqueçam, o Dilo, a Guga, o Pótamo e o Guim, são quatro animais, muito especiais…

Divertidos, trocam passos de dança, descobrem músicas, partilham ideias e criam surpresas únicas aos olhos dos mais novos.

Coreografia: Sofia Belchior

Composição musical: António Machado

Cenografia e desenho de luz: António Machado e Sofia Belchior

Figurinos: Sofia Belchior e Mariana Santos

Interpretação:

DançArte – Companhia residente no Teatro S. João, Palmela e Ária da Música

Beatriz Pereira, Lucinda Melo, Rita Cardoso e Sofia Crispim